Telefone: 219 936 967   |   Mail: geral@rebelisol.pt

Porque Fazemos

Porque Isolamos

A principal função do isolamento é o controlo do processo produtivo, no entanto, outros benefícios ganham importância na tomada de decisão, maximizando o retorno do investimento e tornando a indústria com maior grau de sustentabilidade.

Juntamos a lista dos principais benefícios do Isolamento:

  • Isolamento previne a perda de calor no processo produtivo permitindo a manutenção da temperatura ideal de produção. A minimizando as perdas caloríficas reduz a necessidade de correções constantes de temperatura para alcançar a temperatura ideal desejada;
  • Isolamento protege as pessoas (proteção pessoal) e os equipamentos dado que limita a temperatura superficial e o sobreaquecimento das infraestruturas (segurança);
  • Isolamento reduz a vibração nos equipamentos e consequente aumento de longevidade dos mesmos;
  • Isolamento controla a condensação e a corrosão nas condutas e tubagens;
  • O isolamento reduz gastos com manutenção;
  • Isolamento é a solução mais simples de poupança de consumo energético com rápido e elevado retorno;
  • Isolamento permite maior estabilidade nos preços ao cliente final e aumenta a competitividade face aos seus concorrentes diretos pois aumenta a capacidade de absorver o aumento de custos com a energia;
  • Isolamento melhora as condições dos locais de trabalho onde as equipas exercem as suas funções, temperaturas mais amenas, aumentando índices de motivação;
  • Isolamento controla o barulho, insonorização nos locais de trabalho;
  • Isolamento protege-nos do fogo;
  • Isolamento reduz as emissões de CO2 para a atmosfera e consequentemente reduz o aquecimento global;

Ganhos de Eficiência e de Competitividade

Na Indústria, isolar é ganhar competitividade.

O custo da Energia é uma das variáveis que mais peso tem ganho na conta de exploração das empresas. Nas empresas industriais o seu peso pode mesmo ultrapassar valores acima de  40% dos custos de produção.

O aumento dos custos com a energia que atualmente se faz sentir em Portugal tem maior impacto nas empresas que até à data não têm tido uma preocupação com a fatura energética. Estas perdem competitividade. A perda da competitividade tem impacto negativo nas vendas ou na redução da margem.

Com as alterações das tarifas de energia torna-se imperioso melhorar a eficiência das instalações e equipamentos. Assim todos os consumidores de energia procurarão reduzir os custos com a energia por forma a ganhar, ou pelo menos não perder, competitividade face aos demais concorrentes.

Podemos sempre reduzir o consumo energético com a redução da produção, mas o objetivo é reduzir a intensidade dos gastos energéticos para a mesma unidade de produção ou produzir mais com o mesmo ou menor consumo energético. Os isolamentos têm um papel fulcral a cumprir nesta estratégia.

Os nossos clientes reconhecem a importância do uso do isolamento eficiente. A nossa missão é ajudar as empresas a descobrir a economia escondida utilizando o isolamento adequado, com impactos positivos na redução da factura energética.

O isolamento é uma forma de reduzir custos com a produção sem comprometer a qualidade da mesma.

Os ganhos com a poupança energética são ainda maiores nos meses de inverno do que nos meses de verão.

Inicialmente o preço de isolar pode ser considerado investimento elevado, por causa disto, muitas empresas atrasam este tipo de decisão, no entanto os benefícios reais deste investimento são altamente compensadores e são um factor de ganho de competitividade.

O investimento no isolamento tem um retorno muito rápido. O pay back pode ser atingido ao fim de 2 anos, dados do relatório “Climate Protection With Rapid Pay Back” da EIIF, European Indústrial Insulation Fondation.

O nosso trabalho desempenha um papel vital quando se trata da eficiência operacional de uma instalação técnica. Os ganhos energéticos decorrentes de um bom isolamento térmico são altamente compensadores, maior eficiência, menor custo energético.

O consumo energético mundial continua com rácios de crescimento muito elevados. As projeções apontam para um crescimento de mais de 50% para os próximos 20 anos. Paralelamente as emissões de CO2 deverão ser reduzidas no sentido de evitar um aumento dos efeitos de estufa.

As soluções de isolamento actuais são de longe a forma mais simples de aumentar a eficácia energética e minorar o impacto no aumento de emissão de CO2, pois reduzem as perdas energéticas no processo produtivo potenciando assim os recursos utilizados.

A poupança de energia é um dos recursos mais valiosos nos nossos tempos.

Redução de Perda de Calor = Redução de Custos de Energia = Redução de Pegada Ecológica